Angus Young sobre o futuro dos AC/DC


Planos da banda passam, para já, por acabar a digressão mundial em torno de Rock or Bust

7ca05ec49b9a71d04d1a59fba5cc1077

Para Angus Young, guitarrista e de facto líder dos AC/DC, o futuro da banda é neste momento incerto. O músico deu recentemente uma entrevista àRolling Stones onde falou abertamente da reforma, sem especificar prazos.

“Neste momento, estamos concentrados em acabar a digressão. Quem sabe como me sentirei depois?”, disse, referindo-se à digressão em torno deRock or Bust, o último álbum dos AC/DC, que os trouxe a Portugal no passado mês de maio.

Questionado sobre o seu irmão, Malcolm Young, forçado a abandonar a banda devido a demência, Angus afirmou que pensou em acabar com os AC/DC – mas manteve activa a banda, por respeito a Malcolm.

“Ele é um lutador. Em tempos de crise, olhava para mim e dizia ‘vamos trabalhar, escrever umas canções’. Tinha essa vontade, e eu senti-me na obrigação de continuar, talvez porque estive nisto com ele desde o início”, explicou.

O guitarrista abordou ainda as saídas de Brian Johnson e Cliff Williams. O vocalista, afirmou, já vinha tendo problemas de audição desde a actuação dos AC/DC em Coachella, em 2015.

Já a decisão do baixista de colocar um ponto final na sua ligação à banda, que dura há quase 40 anos, foi anunciada aos restantes membros no início da digressão.

Os últimos concertos dos AC/DC estão marcados para Agosto e Setembro, nos Estados Unidos, sendo que a digressão terminará com um espectáculo no Wells Fargo Center, em Filadélfia, a 20 de Setembro.

Segue-nos no facebook: